Jovens encerram evento sobre responsabilidade social

Alunos e egressos do curso de Jornalismo da Universidade Positivo e estudantes do Colégio Euzébio da Motta encerraram evento com reflexões sobre a prática de educomunicação.

Ceder espaço para que a juventude possa falar sobre si mesma. Essa foi a essência da última mesa do evento promovido pelo curso de Jornalismo da Universidade Positivo durante a semana da Responsabilidade Social do Ensino Superior Particular. Participaram da mesa o jornalista Brayan Valêncio Silva, um dos alunos-líderes na construção do projeto de educomunicação com adolescentes no Colégio Euzébio da Motta em 2018, Gabriele Bonat e Lucas Basilio, alunos do 4° período de Jornalismo da UP e voluntários do Programa de Iniciação Científica com foco em Educomunicação, e Bruna Guedes, que cursava o terceiro ano do Ensino Médio do Colégio Euzébio da Motta em 2018 e que foi uma das participantes do projeto de educomunicação.

Brayan Valêncio, um dos líderes na construção do projeto de educomunicação em 2018, abordou a experiência adquirida durante o projeto e como ela interferiu no processo de construção do seu TCC. Segundo ele, a educomunicação tem potencial para ser ampliada no futuro, principalmente pelo aspecto de protagonismo que oferece à criança e ao adolescente. “Pude ter mais sensibilidade para trabalhar com a temática da infância e adolescência no meu TCC a partir do aprendizado que tive no projeto de educomunicação. Como tenho esperança de que o jovem irá fazer diferença daqui para frente, a educomunicação me parece o futuro”, explica.

Brayan Valêncio, primeiro palestrante da quarta e última mesa do evento. (Foto: Laura Aquim/RedeTeia.com)

A jornalista Dieneffer Santos, de 23 anos, uma das parceiras de TCC do palestrante, também participou do projeto em 2018. Segundo ela, ação fez com que ela aprendesse muito com as crianças ao mostrar a atuação que elas podem ter na sociedade. “O projeto deu voz a elas da mesma forma que eu aprendi a ouvi-las”, relata.

Já Bruna Guedes, de 18 anos, uma das participantes do curta-metragem Passe Escolar (ver abaixo), falou sobre como a participação projeto contra a violência sexual foi importante para a vida dela: “É de suma importância tratar de assuntos como a exploração sexual e bullying, pois os jovens precisam saber desde cedo sobre a gravidade deles. Não é necessário sofrer bullying para falar sobre ele, para lutar para que ele acabe”.

Brayan Valêncio e Bruna Guedes, em debate à importância da educação de gênero. (Foto: Laís Ribas/RedeTeia.com)

Para encerrar a mesa, Gabriele Bonat e Lucas Basílio, estudantes do 4º período, voluntários no programa de Iniciação Científica com foco em Educomunicação, falaram sobre as experiências adquiridas durante o projeto. Eles explicaram o processo de produção de um fanzine e de uma radionovela em conjunto com os estudantes da escola. “A dificuldade para engajar os estudantes à leitura foi o nosso maior desafio”, conta Gabriele. “Apesar disso, vimos que a educomunicação tem potenciais para incentivá-los no processo de leitura”, completa Lucas.

De acordo com os estudantes, um dos maiores aprendizados que tiveram foi ver como é a realidade das crianças e adolescentes atualmente, acompanhando um pouco da rotina dos futuros leitores de suas matérias. Contudo, é uma experiência que agregou tanto na vida acadêmica como na vida pessoal deles. Os alunos do ensino fundamental do colégio estavam na plateia, marcada por um público mais jovem.

Os alunos Lucas Basilio e Gabriele Bonat, participantes do projeto de Educomunicação do Colégio Estadual Euzébio da Motta. (Foto: Laura Aquim/RedeTeia.com)

Curtas-metragens
O filme Inimigo oculto foi produzido por estudantes do Ensino Fundamental. Contou com a participação de 20 pessoas, entre alunos, professores e funcionários do Euzébio da Motta. Além disso, mais 25 estudantes do curso de Jornalismo participaram da atividade. O filme foi roteirizado e produzido pelos estudantes e aborda questões de violência sexual.

Já o filme Passe Escolar, projeto realizado com estudantes do Ensino Médio, contou com a participação de mais de 30 alunos e 10 professores e funcionários do Colégio, e com mais 25 estudantes do curso de Jornalismo.

Semana de Responsabilidade Social
A ação foi uma iniciativa da Escola de Comunicação e Design da Universidade Positivo em alusão à Campanha de Responsabilidade Social do Ensino Superior Particular, promovida pela Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (Abmes). O objetivo é promover um maior engajamento nos diversos âmbitos da sociedade, inclusive na educação.

Deixe uma resposta