Curitiba recebe Jornada de Agroecologia

Jornada de Agroecologia traz 21 cooperativas de agricultura familiar, além de apresentações artísticas no Centro

Cerca de 100 grupos de agricultores se reúnem na Praça Santos Andrade, Praça Generoso Marques e na Reitoria da Universidade Federal do Paraná (UFPR), a partir dessa quinta-feira, na 18ª edição Jornada da Agroecologia. Música, dança, contação de histórias, feira de orgânicos e outras atividades serão realizadas em quatro dias de evento gratuito, organizado por 69 entidades, dentre elas o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) e setores da UFPR. O maior desafio da jornada é a conscientização da população ao consumo de alimentos sem agrotóxicos, além da valorização da agroecologia.

A jornada começou no pátio da Reitoria, com a abertura do Túnel do Tempo com o tema “A história da luta pela terra e a construção da Soberania Popular no Brasil”. O túnel é uma exposição popular interativa, inaugurada com a apresentação do grupo teatral Trupe dos Encantos.  A programação segue até às 20h30, na Praça Santos Andrade. Integram a programação shows gratuitos, a Feira da Agrobiodiversidade Camponesa e Popular e a Culinária da Terra. Os cantores Odair José, Tulipa Ruiz e Lirinha também se apresentarão no palco montado na Santos Andrade.

Encerramento da 12º Jornada de Agroecologia (Foto: Setor de Comunicação do MST/PR)

A versão em português do relatório “Lucros altamente perigosos”, realizado pela ONG Suíça Public Eye, será lançada às 15h. O relatório dá visibilidade ao consumo brasileiro de agrotóxicos considerados perigosos internacionalmente. Às 18h30,  no Teatro da Reitoria da UFPR, acontece a abertura oficial do evento com a Trupe dos Encantados e o Místico Coletivo de Juventude do MST. O reitor de UFPR, Ricardo Marcelo Fonseca, e a atriz Guta Stresser também estarão presentes.

Diferente do agronegócio, a agroecologia é um conceito que defende o cultivo sem agrotóxicos e transgenia, em prol da preservação ambiental. Além disso, valores de igualdade e combate à opressão também são objetivos dos grupos agroecológicos. “Agroecologia é uma forma de viver, é uma filosofia de vida que respeita toda a vida possível”, disse Susi Monte Serrat, musicista e educadora popular, que fará uma apresentação na sexta-feira.

Praça Santos Andrade
Feira da Agrobiodiversidade Camponesa e Popular e Culinária da Terra
Dia 29/08, das 10h às 20h
Dias 30 e 31/08, das 8h às 20h
Dia 1º/09, das 8h às 16h

Pátio da Reitoria da UFPR
Túnel do Tempo: História da luta pela terra e a construção da soberania popular no Brasil
Dia 29/08, das 11h às 20h
Dias 30 e 31/08, das 8h às 20h 

Praça Generoso Marques, em frente ao Paço da Liberdade
Espaço Conhecimento em Movimento: na rua pela educação pública
Dias 30 e 31/08, das 8h às 20h

A programação completa está disponível no site da 18ª Jornada de Agroecologia.

Deixe uma resposta