Especialistas defendem que missão da tecnologia é a sustentabilidade

Em palestra pelo SET Sul 2019, palestrantes garantem que todos os setores sociais precisam acompanhar as evoluções tecnológicas para garantir a existência de recursos no futuro

Os recursos do planeta são finitos e o uso e acesso pleno à tecnologia são de suma importância para o desenvolvimento social. Esse foi o tema dominante na palestra “5G: Aliado ou potencial concorrente?”, na tarde desta quinta-feira (13), durante o SET Sul 2019.

De acordo com dados publicados neste mês pelo site Olhar Digital, a Coreia do Sul já tem 1 milhão de usuários de 5G após dois meses da implantação do serviço (adesão média de 17 mil novos clientes por dia). A tecnologia 5G (quinta geração) representa a futura geração de telecomunicação móvel. É considerada disruptiva devido às altas velocidades de tráfego e à baixa latência. Na palestra foram abordadas as vantagens sob a ótica de produção e da cobertura jornalística, além das desvantagens, como a probabilidade de a tecnologia se tornar uma potencial plataforma de distribuição de conteúdo.

A mesa, mediada pelo coordenador do Comitê de Associados e Eventos da SET, José Frederico Rehme, foi composta pelo head da área de Tecnologia da Vice-Presidência de Redes da Telefônica, Celso Fernando Valério, e pelo engenheiro de radiofrequência na Huawei do Brasil Marcos Trindade Cardoso.

Tecnologia a favor
Sobre topologia de rede, denomina-se Network slicing uma rede otimizada para serviços, os quais procuram ofertar o que as pessoas buscam consumir: aquilo que é mais barato, mais eficiente e traz um ar de maior confiabilidade. José Frederico acredita que a tecnologia “5G vai melhorar muito a qualidade e oferta do serviço, e que sua implantação será transparente”. O coordenador frisou, ainda, que “a tecnologia está a favor da gente” e que todos os âmbitos precisam acompanhar essa evolução para que a sociedade usufrua dela ao máximo possível. Marcos Trindade reiterou tal afirmação. “O governo precisará criar políticas públicas que ampliem o acesso às tecnologias para as pessoas”, explicou.

Adesão da tecnologia 5G na Coreia do Sul foi um dos destaques dados pelos especialistas (Foto: Caroline Giotti dos Anjos/RedeTeia.com)

Além disso, foram citados casos de uso do serviço 5G, como a oferta de banda larga e mídia em qualquer lugar, o que é de grande relevância para o telejornalismo de rua, bem como transporte de veículos inteligentes, controle de infraestruturas, controle de dispositivos remotos, interação homem-máquina e rede de sensores. Uma outra vantagem, segundo os palestrantes, são as smallcells, pequenas células de 5G que fornecerão rede em pequenos locais. Com base nessa perspectiva, as primeiras implementações em 5G serão em hotspots, áreas de grande demanda, por exemplo, os grandes centros urbanos.

Celso Fernando, por sua vez, afirmou que um desafio para os investidores das operadoras está sendo o fato de que, ao mesmo passo que o tráfego de internet banda larga se expande, a receita se encontra estagnada. Portanto, foi concluído que é necessário estipular estratégias eficientes para lidar cada vez melhor com a figura da 5G como uma aliada e, ao mesmo tempo, uma concorrente.

Deixe uma resposta