Em evento, especialistas abordam comunicação via satélite e IPs

Inaugurado há um ano, o Teleporto SES, em Hortolândia (SP), tende a estimular a tecnologia e a gerar empregos.

Aconteceu nesta quinta-feira (13), no segundo dia do Seminário SET Sul 2019, o painel “Contribuição e distribuição via satélite”. Mediado pelo coordenador de RF e projetos regulatórios da NSC TV Florianópolis, Alisson Heinemann, o painel contou ainda com o gerente comercial da 2Live, Lucas Morais, diretor executivo da SM facilites,  Sérgio Martines, e o diretor comercial e divisão de vídeo da SES, Rubens Vituli.

Lucas Morais abordou principalmente a Novelsat, que é um dos principais meios de comunicação via satélite e tem como representante no Brasil a empresa 2Live. Dentre os temas relacionados a Novelsat, apresentou a plataforma NMS de Carrier-Grade. “Prepare-se para os principais eventos esportivos mundiais com Novelsat NS3/NS4”, destaca o palestrante e acrescenta que NBA, Champions League e FIFA World Cup estão entre esses eventos.

Em seguida, Rubens Vituli destacou a relevância da SES, maior frota de satélites de telecomunicação do mundo, e sua história de inovação. Apresentou o novo satélite SES 14, satélite geoestacionário, totalmente elétrico, com posição orbital brasileira que atenderá o Brasil em  Hortolândia (SP).

Já Sérgio Martines respondeu a desafios sobre como agrupar geradoras em cidades diferentes, como levar o sinal até o Up link ou teleporto, se haveria uma pulverização de “pontos de subida” e quais modelos são interessantes para as emissoras. Martines também falou sobre como levar o sinal até a estação, e destacou que o desafio da digitalização no Brasil é como as operadoras de satélites podem contribuir para a viabilização financeira da operação.

 

“Nos movemos com o mundo e não contra ele”, diz especialista ao destacar tecnologia dos IPs

Maria Luiza Lendzion Schultz

As palestras Broadcast IP: Onde estamos? e Cenário atual e aplicação dos padrões mais utilizados no mundo Broadcast foram ministradas pelo moderador Rafael Alexandre Mafra na tarde desta quinta-feira (13), durante o seminário SET Sul 2019. O gerente da Newtek,  Pablo Perez Hetze, falou sobre a inovação na Newtek, um novo tipo de IP que promete diminuir o atraso nas transmissões via internet. “É um protocolo novo de tráfego de vídeo que busca aumentar a flexibilidade, ler e converter qualquer formato em vídeo com baixo delay”, explicou.

Já o gerente regional de vendas da Imagine Communication, Boris Kauffmann, apresentou o mais novo IP, que possui design “Dual Path Hitless Merge” para alta disponibilidade. Em outras palavras, seria o ST 2110, um corte mais prático e com menos problemas nos vídeos. O ST 2110, separa automaticamente o vídeo, o áudio e a data, facilitando ainda mais o controle e a edição.

Expert em tecnologia da Sony no Brasil, Erick Soares destacou as novidades no ramo de IP empresa, enquanto o diretor da Phase Engenharia, Guilherme Castelo Branco frisou, que o IP veio para tornar tudo mais simples.

Deixe uma resposta