Fé toma conta dos cinemas com o filme Eu Acredito

O longa-metragem cristão, que estreia nessa semana no Brasil, destaca a pureza da criança e a fé nos milagres  

 

 

A estreia do filme cristão Eu Acredito (I Believe), produzido e dirigido por Juergen e Stacey Peretzki, será dia 06 de junho nos cinemas brasileiros. O longa-metragem conta a história do garoto de nove anos, Brian, que cresce em um ambiente ateísta porém, através da curiosidade, vai buscar explicações na bíblia. A simplicidade da criança e os milagres por meio da fé são abordados na trama.

A2 Filmes e Imagens Filmes, em parceria com a 360 WayUp, estão fazendo a distribuição do longa. Ygor Siqueira, criador da produtora e distribuidora 360 WayUp, afirma que cada vez mais as pessoas buscam filmes cristãos. “Filmes de superação, são filmes que inspiram pessoas, que renovam as forças, trazem uma esperança. Por esse motivo os valores cristãos têm extrema relevância”, evidenciou Ygor, há mais de 15 anos trabalhando na área de comunicação cristã.

Pré-estreia do filme Eu acredito enche cinema e emociona o público. (Foto: Felipe Felix

A pré-estreia do filme aconteceu no último sábado, 1° de junho, no shopping Palladium, no bairro Portão. No filme, o personagem principal, Brian, em vários momentos busca que Deus seja reconhecido. Além disso, o menino diz várias vezes que o mérito não era dele e sim de Deus. A estudante Victória Monteiro afirma que o longa a impulsionou para olhar o outro lado: “em um mundo que busca o reconhecimento e a fama, enxergar que Deus faz tudo é essencial”.
Ygor Siqueira anunciou que o próximo filme será intitulado “Mais que vencedores”, dos produtores dos filmes A prova do fogo e Quarto de Guerra, e será lançado em setembro. O longa fala da essência do indivíduo, aquilo que nos define como pessoa, afirmou o produtor. Ygor acredita que será um sucesso pela boa aceitação dos filmes anteriores.

A permanência do filme Eu acredito depende da audiência da semana do lançamento, que é na quinta-feira (06), em todo o território nacional.

Deixe uma resposta