Para manifestante, cortar recursos da educação é acabar com sonhos

João Victor Luccas, mestrando da UFPR.

João Victor Luccas, 22 anos, é formado em Ciências Contábeis pela UFPR (Universidade Federal do Paraná), mestrando na mesma instituição e trabalha como contador concursado para a UFPR. Seu contato com a universidade é direto e não é recente. João como estudante, pesquisador e trabalhador, afirma: “Cortar esses gastos do local onde trabalho, estudo e pesquiso, é cortar o que mais temos de importante no país. A educação é a base de tudo e, sem ela, as pessoas começam a perceber e entender que nossa sociedade não tem futuro.”
João ainda enfatiza que o corte de verbas que o novo governo propõe não trará benefício algum, pelo contrário, regredirá. “Afetará não somente quem participa das instituições no Brasil todo, mas sim a população em geral, que deixará de seguir sonhos. Esse é o efeito desse corte.”

Pedro Pinheiro é estudante do 3o ano do curso de Jornalismo da Universidade Positivo.

Deixe uma resposta