Estudantes protestam contra o governo federal

Curitiba reuniu mais de mil estudantes na manhã desta quarta-feira (15); mais atividades estão programadas para os turnos da tarde e noite.

O início dos protestos contra o bloqueio de 30% das verbas de custeio das universidades públicas aconteceu na manhã desta quarta-feira (15), na Praça Santos Andrade, em Curitiba. A concentração começou em frente ao prédio histórico da Universidade Federal do Paraná e reuniu, segundo a Polícia Militar, mil estudantes.

A concentração iniciou-se por volta das 8h30 e reuniu estudantes universitários e secundaristas, sindicalistas e curiosos que passavam e apoiaram a causa. Carros de som organizavam o movimento, que começou a marchar em direção ao Centro Cívico 10h30. A passeata, que seguiu para a Prefeitura de Curitiba e o Palácio do Iguaçu, contou também com a presença da Atlética Unificada da Saúde.

A estudante de Pedagogia da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), Camila de Souza Araújo, de 26 anos, junto com seus colegas de curso, foram para a manifestação e confeccionaram uma faixa com frase sobre a greve nacional, apoiando a resistência a favor de todas as cotas e qualquer tipo de luta envolvida. Para Camila, a manifestação está sendo uma segunda revolução dos estudantes em prol de um bem maior. Segundo sua visão, os cortes de verba são uma tática para tirar a população mais carente das Universidades. “Ninguém aceita que o pobre suba; é sempre a riqueza dos mais ricos e a pobreza dos mais pobres”, diz.

Protestos na Região Metropolitana de Curitiba

Em Colombo, na rodovia da Uva, às 7h30 da manhã desta quarta-feira (15), a manifestação contra os cortes federais contou com 30 pessoas, que fecharam parcialmente a rodovia de dez em dez minutos, e distribuíram panfletos aos motoristas. A professora de sociologia Aline do Rocio Neves, de 26 anos, disse: “Esses cortes de gastos impactam as vidas das pessoas que pretendem ingressar nessas instituições de ensino superior, naquelas que já ingressaram e estão tendo suas pesquisas comprometidas”.

Rhanna Sarot, Victoria Sampaio e Mariana Suptil são estudantes do curso de Jornalismo da Universidade Positivo.

  • Dia Nacional da Greve na Educação
    Dia Nacional da Greve na Educação
  • Dia Nacional da Greve na Educação
    Dia Nacional da Greve na Educação
  • Dia Nacional da Greve na Educação
    Dia Nacional da Greve na Educação
  • Dia Nacional da Greve na Educação
    Dia Nacional da Greve na Educação
  • Dia Nacional da Greve na Educação
    Dia Nacional da Greve na Educação
  • Dia Nacional da Greve na Educação
    Dia Nacional da Greve na Educação
  • Dia Nacional da Greve na Educação
    Dia Nacional da Greve na Educação
  • Dia Nacional da Greve na Educação
    Dia Nacional da Greve na Educação
  • Dia Nacional da Greve na Educação
    Dia Nacional da Greve na Educação

Deixe uma resposta