Curitiba Vôlei perde para o Barueri e adia classificação para a próxima fase

Início apagado e falhas em momentos decisivos foram fatores chave na derrota por 3 sets a 0 para o Hinode Barueri

 

Realizando uma campanha acima de qualquer expectativa na Superliga Feminina de Vôlei, o Curitiba Vôlei foi derrotado pelo Hinode Barueri por 3 sets a 0. O resultado faz com a equipe deixe para decidir a sua classificação para os playoffs nas próximas duas rodadas. Os confrontos do time paranaense agora serão duas decisões, contra Osasco e Minas.

Confira o VT sobre a partida, produzido pelo estudante Marcos Guérios, com imagens de de Gustavo Betim, Rhanna Sarot e Beatriz Ponte.

O primeiro set começou de maneira eletrizante, com as duas equipes acumulando grandes sequências de jogadas. O Curitiba Vôlei, porém, cometeu muitos erros. Não se encontrou na primeira etapa e foi ineficiente tanto na defesa quanto no ataque. O time de estrelas dos Barueri, com quatro jogadoras de seleção brasileira, prevaleceu em quadra e o set acabou 25 a 12 para as paulistas.

A partir do segundo set, alguns erros foram consertados pelo treinador Clésio Prado e as donas da casa cresceram na partida. Com o apoio da torcida, o time chegou a reduzir um placar adverso de 13×7 para apenas um ponto. Porém, no final a equipe de Barueri retomou o controle das ações e venceu por 25 a 21.

No último set, curitibanas pressionaram, mas a equipe paulista virou o placar no final e garantiu a décima terceira vitória na Liga (Foto: Gabriela Cobbo/Rede Teia).

No terceiro set, o Curitiba Vôlei entrou mais ligado na partida. Fechou os espaços na quadra e descobriu uma maneira de neutralizar parte dos ataques da polonesa Skowronska, destaque da partida junto com a central Thaísa. Ao mesmo tempo, as curitibanas também conseguiram aumentar o poder de neutralização do ataque do Barueri. O time chegou a liderar por 23 a 21, mas tomou a virada. O set acabou em 26 a 24.

 

O Curitiba Vôlei começou a partida cometendo muitos erros da defesa ao ataque e enfrentou Barueri muito compacto. De acordo com o técnico Clésio Prado, o desempenho foi abaixo do esperado, principalmente no primeiro set. Segundo ele, a equipe sofreu com erros já ocorridos em outras ocasiões e não aproveitou as oportunidades que teve durante a partida.

Em entrevista após a partida, o técnico Clésio Prado afirmou que a equipe conseguiu fazer um jogo mais equilibrado a partir do segundo set, mesmo com a pressão do experiente time de Barueri. Para o treinador, especialmente na parte final do último set faltou agressividade para a equipe, que chegou a ficar na frente no placar, mas deixou as adversárias virarem o jogo.

O técnico Clésio Prado tentou motivar a equipe da casa, mas a experiência do time de Barueri prevaleceu durante praticamente toda a partida (Foto: Luan Fernandes/Rede Teia)

O treinador, contudo, relativizou o resultado e afirmou que o foco da equipe deve ser os próximos confrontos. Prado ainda enfatizou que sua equipe é resultado de um projeto novo, mas reforçou a necessidade de o time não deixar de aproveitar as oportunidades para seguir na competição. “Temos que lutar com todas as forças possíveis para poder pontuar no próximo jogo”, afirmou.

A levantadora Ana Cristina destaca que a equipe está batalhando para conquistar a vaga nos playoffs. Segundo ela, pelo fato de ser um projeto novo, a equipe já pode se considerar vencedora com o atual desempenho. “A equipe pode conquistar objetivos ainda maiores”, destacou.

 

Destaques

O resultado não foi o esperado pelas donas da casa. O time cometeu erros desde o início do primeiro set. Os ataques sempre esbarravam no bloqueio alto da equipe do Barueri, que tem um dos seus principais destaques no meio da rede, a jogadora da seleção brasileira Thaísa Menezes.

A maior pontuadora da partida foi novamente a polonesa Skowronska, que fez incríveis 18 pontos, sendo 17 deles conquistados em ataques. Além dela, a central Milka também dificultou a vida do Curitiba Vôlei: fez 12 pontos e acumulou seis bloqueios no jogo.

No lado do Curitiba Vôlei, os destaques ficaram por conta da central Viviane Góes, principal responsável pela reação da equipe no terceiro set, e com a ponteira Priscila, que acumulou 11 pontos.

 

Classificação

Com a derrota de ontem e a vitória do Fluminense sobre o Brasília (3×1), o Curitiba Vôlei caiu para a oitava colocação na Liga. Nas duas últimas rodadas, as curitibanas enfrentarão o Osasco (08/03) fora de casa e fecha a participação recebendo o atual líder de competição, o Minas (15/03), no Ginásio da Universidade Positivo.

Rodrigo Silva, estudante do quarto ano do curso de Jornalismo da Universidade Positivo.

Deixe uma resposta