Curitiba Vôlei joga por vaga nos playoffs da Liga

O Curitiba Vôlei pode confirmar a vaga para os playoffs da Superliga Feminina com duas rodadas de antecedência. O time é o sétimo colocado na competição com 23 pontos e joga nesta terça-feira (26) contra a equipe do Barueri. O jogo está marcado para ás 20h, no ginásio da Universidade Positivo. A partida é válida pela 9 ª rodada do returno da Superliga.

 

A equipe do Paraná tem sete pontos de vantagem sobre o Pinheiros, primeiro time fora da zona de classificação. Em caso de vitória contra o Barueri, a vaga pode vir antecipadamente, porém, se perder o jogo, terá de torcer por uma derrota do Fluminense, que está na oitava colocação com 21 pontos. Seu adversário é o quarto colocado com 35 pontos e torce para que Sesc/Rio de Janeiro seja derrotado, pois, caso vença o jogo, assume a terceira posição.

Jogadoras em momento de descontração após jogo. (Foto: Acessoria da Curitiba Vôlei)

Com um retrospecto de sete vitórias e doze derrotas na competição, a meta inicial do Curitiba Vôlei era de garantir apenas a sua permanência na divisão de elite. Porém, a performance da equipe tem excedido as expectativas e animado aos torcedores.

O time pode garantir a sua classificação para as quartas de final da competição nesta terça-feira. Caso não vença o Barueri, o Curitiba Vôlei terá de batalhar pela classificação nas últimas duas partidas, contra as equipes de Osasco e Minas.

A cidade de Curitiba não tinha um representante na Superliga Feminina desde a transferência do projeto Rexona para o Rio de Janeiro. O técnico Bernardinho era o comandante do time que conquistou dois títulos da Superliga, entre 1997 e 2003. A capital paranaense não tinha até o momento uma equipe em uma modalidade de vôlei dentro das ligas nacionais.

 

Apesar do Curitiba Vôlei mesclar experiência e juventude, a equipe é nova e surgiu em 2017. O time é apadrinhado pelo ex-jogador londrinense Giba e foi campeão da Superliga B no ano passado. Para essa temporada, quatro atletas foram mantidas como bases do time.

A central e medalhista Olímpica Valeskinha, a líbero Aninha, Wime e a central Vivi Góes são consideradas peças chave dentro do grupo, hoje formado por 14 atletas. Para a temporada 2018/2019 foram contratadas um total de dez atletas, entre elas a central da seleção argentina Julieta Lazcano.

 

 

 

RETROSPECTO: 7 Vitórias e 12 Derrotas

16/11: SESC- RJ 3 x 0 Curitiba Vôlei

20/11: Praia Clube 3 x 2 Curitiba Vôlei

23/11: Curitiba Vôlei 3 x 0 Balneário Camboriú

27/11: Curitiba Vôlei 3 x 1 Brasília Vôlei

30/11: Curitiba Vôlei 3 x 1 São Caetano

06/12: Curitiba Vôlei 1 x 3 Vôlei Bauru

11/12: Pinheiros 1 x 3 Curitiba Vôlei

14/12: Curitiba Vôlei 3 x 0 Fluminense

21/12: Barueri 3 x 0 Curitiba Vôlei

08/01: Curitiba Vôlei 0 x 3 Osasco

11/01: Minas 3 x 0 Curitiba Vôlei

RETURNO

18/01: Curitiba Vôlei 1 x 3 SESC – RJ

25/01: Curitiba Vôlei 0 x 3 Praia Clube

29/01: Balneário Camboriú 3 x 2 Curitiba Vôlei

05/02: Brasília Vôlei 0 x 3 Curitiba Vôlei

08/02: São Caetano 3 x 0 Curitiba Vôlei

12/02: Vôlei Bauru 3 x 0 Curitiba Vôlei

16/02: Curitiba Vôlei 3 x 1 Pinheiros

22/02: Fluminense 3 x 0 Curitiba Vôlei

26/02: Curitiba Vôlei x Barueri

08/03: Osasco x Curitiba Vôlei

15/03 Curitiba Vôlei x Minas

 

 

Rodrigo Silva, estudante do 4º ano do curso de Jornalismo da Universidade Positivo.

 

 

 

Deixe uma resposta