Entender a comunicação é umas das principais estratégias do Comitê Rio para ganhar força nos jogos olímpicos

O jornalista curitibano Emerson Moura Sanders esteve na Universidade Positivo na manhã desta quinta – feira (29) para uma conversa com os alunos do segundo ano da disciplina de Comunicação Institucional. Emerson, que hoje em dia atua como comunicador interno na empresa Volvo, contou aos estudantes sobre o seu trabalho na área de comunicação e engajamento, durante os anos de 2011 a 2014, no Comitê Rio 2016.

O Comitê Rio 2016 é designado exclusivamente para a organização dos jogos olímpicos e dos trabalhos voluntários para o evento que será realizado no próximo ano aqui no Brasil, sendo a cidade sede o Rio de Janeiro. O jornalista contou que ao ingressar no comitê a equipe era formada por aproximadamente 130 funcionários, hoje esse número gira em torno dos 2000, e no próximo ano a previsão é de que alcance os 6000 trabalhadores, incluindo nesse número os voluntários.

De acordo com Emerson, trabalhar como comunicador no Comitê Rio 2016 foi uma experiência “incrível”. “Foram quatro anos trabalhando lá envolvendo o processo de comunicação, e a principal estratégia nossa foi fazer com que toda a empresa entendesse o valor da comunicação. Você faz com que as pessoas acabem se informando mais, entendam mais os valores da empresa, e ao mesmo tempo como comunicador, a sua área acaba ganhando força”, concluiu o jornalista.

A universitária Karina Sonaglio, tem 18 anos, e já se candidatou para ser voluntária nos jogos Olímpicos Rio 2016, para ela a conversa com o jornalista foi “sensacional e interessante”. Perguntada sobre o que mais gostou na palestra, categórica diz: “foi entender realmente como tudo funciona lá dentro, ver os bastidores de todo esse grande evento, porque querendo ou não é um evento esportivo, mas também é uma empresa, então a gente estuda em sala todos esses processos de comunicação interna e a gente vê isso acontecendo na prática num processo gigantesco”, afirmou a estudante.

 

Reportagem: Núcleo de Produção Jornalística e Institucional (NPJI)